O Deckard Shaw de Jason Statham começou como vilão na franquia Velozes e Furiosos, e agora está na posição de herói, rendendo seu próprio derivado ao lado de Dwayne Johnson, Hobbs & Shaw. O que é problemático para alguns fãs.

Simplesmente porque Shaw matou um dos personagens mais queridos da saga em Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio, o Han de Sung Kang. Os filmes de Velozes e Furiosos nunca tocaram nesse assunto, mas o roteirista Chris Morgan promete reconhecer isso.

“Eu adoro ‘justiça para Han’. Sung Kang é um grande amigo, e Han é um personagem que eu adoro. Eu diria que o super-arco de Deckard Shaw vai ser um dos arcos mais interessantes e recompensadores na franquia. Devemos justiça para Han. É algo que discutimos por muito tempo, e queremos honrá-lo. Acho que o público vai ficar satisfeito e deve saber que está chegando”, promete Morgan.


“Há uma fala em Hobbs & Shaw, bem antes da batalha em Samoa, em que Shaw diz para sua irmã, ‘Eu fiz coisas que ainda preciso consertar’. Essa frase foi escrita para que todos soubessem que ele está falando de Han. Isso o tortura, e ele vai pagar”, garante o roteirista para a Entertainment Weekly.

Derivado da franquia Velozes e Furiosos, o longa mostra a aliança improvável entre o policial Luke Hobbs (Johnson) e o exilado Deckard Shaw (Jason Statham), que decidem se unir para combater um vilão aprimorado geneticamente que ameaça o futuro da humanidade.

Com roteiro de Chris Morgan e direção de David Leitch (Atômica e Deadpool 2), o filme traz também no elenco Vanessa Kirby, Elza Gonzales, Idris Elba e Helen Mirren, entre outros.

Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw chega em 1° de agosto nos cinemas.