O Mandarim “de verdade” foi confirmado como o grande vilão de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, um dos próximos filmes da Marvel Studios na Fase 4. Mas ele já havia aparecido antes.

O vilão ganhou uma versão controversa em Homem de Ferro 3, onde foi uma farsa interpretada por Ben Kingsley, usado apenas como marionete do vilão principal. Em entrevista para o CinemaBlend, o roteirista Drew Pearce falou sobre a volta do vilão em Shang-Chi, e novamente defendeu sua versão.

“Existem interpretações modernas do Mandarim que eu acho que podem funcionar no contexto da cultura asiática, especialmente sendo um filme da Marvel com diretor e elenco asiático. No nosso Homem de Ferro, como todos sabem, eu senti que se fizéssemos o Mandarim em sua forma mais conhecida, estaríamos usando estereótipos raciais que geraram o personagem no começo. O perigo amarelo, sabe… Essa ideia inspirou nossa versão do Mandarim”, explica Pearce.


“Eu falei com alguns amigos na Marvel e, claro, eu não sei exatamente o que acontece, mas parece que tudo vai ser revelado e nada vai ser reescrito. E no fim do dia, isso é tudo o que podemos pedir. Eu confio na Marvel”, garante o roteirista, ao afirmar que Shang-Chi não vaia apagar os eventos de Homem de Ferro 3.

O elenco do novo filme da Marvel Studios trará Simu Liu como o herói, e ainda traz Tony Leung e Awkwafina. Dustin Cretton (Temporário 12) dirige o filme, que promete inspiração no cinema de kung-fu de Bruce Lee.

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis estreia nos cinemas em 12 de fevereiro de 2021.