O Tribunal Vivo quase apareceu em Vingadores: Guerra Infinita, de acordo com os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely.

O personagem apareceria em uma cena “psicodélica” e “sombria”, que mostraria Doutor Estranho colocando Thanos sob julgamento da entidade cósmica.

“A cena foi parcialmente inspirada pelo Kevin Feige. Ele veio para a sala de conferências em Atlanta, onde ficamos presos por anos, e trouxe um monte de painéis de quadrinhos”, explicou Markus em entrevista ao Comic Book.


“Ele queria ter certeza de que não nos perdêssemos no aspecto psicodélico do universo de Jim Starlin, onde as pessoas viajam dentro de globos oculares e coisas assim. Foi assim que colocamos o Tribunal Vivo no filme.”

“Então, enquanto Thanos e Doutor Estranho chegavam a um golpe, Doutor Estranho atingia a cabeça de Thanos e o enviava através da paisagem mental”, disse Markus.

“Thanos atravessaria o universo sendo confrontado por seus muitos, muitos crimes. Então os corpos eram jogados nele e outras coisas se transformavam em corpos. Era muito sombrio”, disse McFeely.

“No final ele era jogado em frente ao Tribunal Vivo, que o julga culpado. Era ótimo, mas quando você introduz a ideia do Tribunal Vivo, abre uma nova era. Não acho que minha avó entenderia.”

Markus explicou que a cena foi cortada porque o filme “estava em meio a uma grande luta, e parar para ter uma viagem de LSD era divertido, mas meio que perdia o sentido”.

Vingadores: Ultimato ainda está em exibição em alguns cinemas.