Publicidade

Diretor revela regras do salto no tempo de Vingadores: Ultimato

Publicado por Bruno Tomé

06/08/2019 14:51

O salto no tempo de Vingadores: Ultimato ainda gera muita confusão entre os fãs da Marvel. A principal delas é o que aconteceu com os personagens que foram dizimados em 2018 e retornam apenas em 2023.

Na faixa de comentários da versão digital de Vingadores: Ultimato, os diretores Joe e Anthony Russo e os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely decidiram explicar a situação. Em resumo, os personagens que voltaram perderam cinco anos, mas não envelheceram.

“O que foi decidido, antes mesmo de colocar a Manopla, era Tony Stark dizendo que as pessoas voltariam agora. Não apague o que aconteceu. ‘Eu não quero perder minha filha’. Então, trazemos ele agora. Eles perdem cinco anos”, começou a explicar Joe Russo.

McFeely lembrou que esse ponto gera muito confusão, então tentou tirar a dúvida de muitos fãs.

“Eu acho que em alguns testes as pessoas pensaram, ‘Eles voltaram cinco anos?’ Não voltaram”, completou o roteirista.

“Não, não voltamos”, reafirmou Joe Russo. Dessa forma, o roteirista voltou a continuar a sua explicação.

“Eles não envelheceram. As pessoas se foram e são trazidas de volta no mesmo lugar em que estavam, mas cinco anos depois. Então, Peter Parker ainda está no ensino médio, Ned também. Porque os dois foram dizimados”, finalizou o roteirista.

A confusão foi maior ainda com Homem-Aranha: Longe de Casa. Fãs chegaram até a imaginar que o filme voltava para 2018, já que Peter Parker ainda estava na escola, o que não é o caso. A história se passa em 2023, depois de Vingadores: Ultimato.

Em 13 de agosto, Vingadores: Ultimato ganha DVD e Blu-ray.

Publicidade