A franquia Velozes e Furiosos ganhou seu primeiro derivado em 2019 com o lançamento de Hobbs & Shaw, centrado nos personagens de Dwayne Johnson e Jason Statham. Mas como esse investimento se provou?

Como bem sabemos, ele é resultado de uma cisão entre Johnson e Vin Diesel, astro da franquia de carros velozes. O lançamento do filme até gerou uma provocação de Tyrese Gibson, que ironizou o fato de Hobbs & Shaw ter tido a menor abertura da franquia, mas o longa derivado até que se saiu bem.

Atualmente, ele traz US$687 milhões em sua bilheteria global, e o filme ainda está em exibição nos cinemas. O valor o coloca em quarto lugar na arrecadação da franquia, ficando atrás de Velozes e Furiosos 7 (US$ 1.516 bilhões), Velozes e Furiosos 8 (US$1.236 bilhões) e Velozes e Furiosos 6 (US$788 milhões).


Nos EUA, ele está em quinto lugar, com apenas Velozes e Furiosos 5: Operação Rio em sua frente.

milhões em sua bilheteria global, e o filme ainda está em exibição nos cinemas. O valor o coloca em quinto lugar na arrecadação da franquia, ficando atrás de Velozes e Furiosos 7 (US$ 1

Derivado da franquia Velozes e Furiosos, o longa mostra a aliança improvável entre o policial Luke Hobbs (Johnson) e o exilado Deckard Shaw (Jason Statham), que decidem se unir para combater um vilão (Idris Elba) aprimorado geneticamente que ameaça o futuro da humanidade.

Com roteiro de Chris Morgan e direção de David Leitch (Atômica e Deadpool 2), o filme traz também no elenco Vanessa Kirby, Elza Gonzales e Helen Mirren, entre outros.

Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw está em cartaz nos cinemas.