Novas informações sobre o polêmico fim do acordo entre Sony e Marvel surgem nesta sexta, 6. Dessa vez, o Indie Wire dá mais um motivo para o encerramento da parceria.

O site afirma que a compra da Fox pela Disney influenciou a Sony a abandonar a Marvel e o MCU (sigla em inglês para Universo Cinematográfico da Marvel). O CEO da Sony, Tony Vinciquerra, citou que Kevin Feige está “com a atenção incrivelmente esticada” com as propriedades adquiridas, entre elas dos X-Men, Quarteto Fantástico e Deadpool.

Como informado pelo portal, o CEO confirmou o que a própria Sony indicou em comunicado na época do anúncio do término da parceria. O estúdio percebeu que Kevin Feige não conseguiria dar a mesma atenção aos filmes do Homem-Aranha por ter mais produções para cuidar.


Outras informações também dão conta de que há mais na história da separação. Disney e Sony também não teriam concordado com novos valores de divisão de lucros. O que é certo, agora, é que a Sony não pretende voltar atrás.

Dessa forma, como também informado por Vinciquerra, o Homem-Aranha de Tom Holland entrará em uma nova vizinhança. O personagem fará parte do Aranhaverso da Sony, com personagens como Venom e Morbius.

No momento, Homem-Aranha: Longe de Casa está em cartaz nos cinemas.