As discussões em torno do filme do Coringa começaram. Após a exibição no Festival de Veneza, o longa foi definido como uma obra de arte sombria. 

De alguns fãs, surgiu a dúvida sobre a história de origem ser ou não baseada nos quadrinhos. Jim Lee, chefe da DC, fez questão de abordar o tema em seu Instagram. 

O executivo afirma que Coringa pode ter uma visão diferente da origem do vilão. Mas, não vai ignorar a base criada para o personagem nos quadrinhos da editora. 


“Não há nada nesse filme que seja incompatível com o nosso entendimento de quem o Coringa é. Se é algo, a atuação hipnotizante e perturbadora de Joaquin Phoenix como Coringa nos dá uma observação profunda e completa em um dos nossos vilões favoritos. Eu tenho certeza que elementos serão envolvidos ao seguirmos em frente, até mesmo evoluindo a mitologia. Isso é o que histórias poderosas e atraentes fazem”, escreveu Lee. Confira abaixo.

O comentário surge depois do diretor Todd Phillips afirmar que o filme não segue muito os quadrinhos. Momentos conhecidos da origem do vilão nas HQs não estarão no longa, por exemplo (veja mais aqui). 

O filme do Coringa, da DC, traz Joaquin Phoenix como protagonista e tem ainda Robert De Niro, Bill Camp (Operação Red Sparrow, A Grande Jogada), Frances Conroy (American Horror Story, Castle Rock), Brett Cullen (42, Narcos), Glenn Fleshler (Billions, Barry), Douglas Hodge (Operação Red Sparrow, Penny Dreadful), Marc Maron (Maron, GLOW), Josh Pais (Motherless Brooklyn, Going in Style), e Shea Whigham (O Primeiro Homem, Kong: A Ilha da Caveira).

Todd Phillips (Se Beber, Não Case!) dirige o filme e também assina o roteiro ao lado de Scott Silver (O Vencedor). A produção ainda conta com o astro Bradley Cooper.

Coringa estreia no nos cinemas brasileiros em 3 de outubro.