Após uma pré-estreia sem entrevistas, Todd Phillips afirma apenas que quer deixar o filme do “Coringa falar por si mesmo”. A declaração foi feita na noite de sábado, 29, antes da exibição do filme em Los Angeles (EUA).

Após a polêmica envolvendo Coringa, a Warner Bros decidiu cortar as entrevistas do tapete vermelho. Críticos afirmaram que a obra pode ser “perigosa” e pode promover a violência – o que foi rebatido pelo estúdio em comunicado.

Outra preocupação repassada através da imprensa foi sobre o medo de atentados na estreia de Coringa. Autoridades temem uma repetição do tiroteio de Aurora de 2012, feito na estreia de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge.


“Aproveite o filme. Conte para os amigos, eu sinto que não tivemos divulgação suficiente na imprensa e as informações sobre o filme não foram faladas. Ele (Joaquin Phoenix) deu tudo que tinha nesse filme e eu quero agradecê-lo mais uma vez”, disse o diretor. “Eu acho que é hora de deixar o filme falar por si mesmo”, completou.

O filme do Coringa, da DC, tem Joaquin Phoenix como protagonista e ainda Robert De Niro, Zazie Beetz (Atlanta), Bill Camp (Operação Red Sparrow, A Grande Jogada), Frances Conroy (American Horror Story, Castle Rock), Brett Cullen (42, Narcos), Glenn Fleshler (Billions, Barry), Douglas Hodge (Operação Red Sparrow, Penny Dreadful), Marc Maron (Maron, GLOW), Josh Pais (Motherless Brooklyn, Going in Style), e Shea Whigham (O Primeiro Homem, Kong: A Ilha da Caveira).

Todd Phillips fica na direção e também assina o roteiro ao lado de Scott Silver (O Vencedor). A produção ainda conta com o astro Bradley Cooper.

Coringa chega em 3 de outubro no Brasil.