Frozen é um dos grandes sucessos recentes da Disney. Quando lançado em 2013, todos esperavam que uma sequência logo aparecesse.

No entanto, apenas seis anos depois Frozen 2 está chegando aos cinemas. Para o Cinema Blend, os co-diretores Chris Buck e Jennifer Lee contaram que a sequência foi mais difícil de fazer do que o longa original.

“Quando você inventa uma história de um rabisco, as coisas são adaptáveis. Uma vez que você compromete-se com esses personagens, você tem que perguntar-se todos os dias, ‘Você está sendo verdadeiro com eles? Verdadeiro mesmo para eles… E é um desafio difícil! E depois você adiciona música na história, onde nunca foi feito antes em uma sequência, e você fica, ‘Oh!’ Então, em algumas coisas, eu posso argumentar que uma sequência é mais difícil. Certamente não é fácil”, declarou Lee.


A diretora ainda revelou que tirou lições da experiência dela com WiFi Ralph: Quebrando a Internet. Lee também citou uma das vantagens de uma sequência – ter o elenco principal já escolhido.

“Uma coisa que aprendi com sequências, com Ralph e agora Frozen 2, é que são bem difíceis. Elas precisam de muito trabalho. Não há atalhos. A única coisa que eu sei, como escritora, é como Olaf soa, o que eu não sabia (em Frozen) até encontrar Josh Gad”, comentou a co-diretora.

“Por que Elsa nasceu com os poderes mágicos? A resposta está a chamando e ameaçando o seu reinado. Ao lado de Anna, Kristoff, Olaf e Sven, ela embarcará em uma perigosa, mas inesquecível jornada. Em Frozen, Elsa temia que os seus poderes eram muito para o mundo lidar. Em Frozen 2, ela deve torcer que eles sejam o suficiente”, afirma a sinopse.

O elenco de Frozen 2 conta ainda com os retornos de Idina Menzel,  Kristen Bell e Josh Gad, enquanto Evan Rachel Wood (Westworld) é mais uma novidade.

Frozen 2 estreia nos cinemas americanos em 22 de novembro. No Brasil, o filme chega apenas em 2 de janeiro de 2020.