Clube da Luta (1999) é um dos filmes mais cultuados dentre os cinéfilos da atualidade, mas para Edward Norton (O Incrível Hulk) e Brad Pitt (Era Uma Vez em Hollywood), protagonistas do longa, a expectativa era de que o filme fosse um grande fracasso.

Em uma entrevista ao podcast WTF, Edward Norton falou sobre a insegurança que ele e Brad Pitt tiveram em relação ao sucesso do filme.

“Eu lembro dele [Brad Pitt] olhando de lado para mim e dizendo, ‘como você acha que isso vai ser?’. E eu respondi para ele que achava que iria muito mal. Ele concordou comigo e me chamou para fumar. Ele sempre tinha um baseado”, revelou o astro da Marvel.


Apesar da insegurança, Edward Norton revelou que a experiência em ver o filme nos cinemas foi bem positiva, e que ele e Brad Pitt saíram da exibição bem confiantes.

“Eu lembro que quando saiu nós fomos em um festival e as pessoas vaiaram, algumas até saíram da sessão. Mas nós ficamos lá sentados assistindo e havia esse clima negativo na sala e ele [Brad Pitt] virou para mim e disse: ‘Eu acho que esse é o melhor filme que vou fazer na vida’. Eu respondi: ‘Eu também acho’. Nós estávamos nos abraçando e chorando, estávamos muito felizes”, contou o astro.

Clube da Luta é uma adaptação do livro de mesmo nome escrito por Chuck Palahniuk. O longa foi dirigido por David Fincher (Se7en – Os Sete Crimes Capitais).

Clube da Luta conta a história de um homem deprimido (Edward Norton) que redescobre seu propósito de vida ao fundar um Clube da Luta com Tyler Durden (Brad Pitt) um vendedor que ele conhece em uma viagem de avião.