Tom Holland é o verdadeiro herói dos fãs do MCU (sigla em inglês para Universo Cinematográfico da Marvel). O The Hollywood Reporter revela nesta quarta, 2, que o ator é quem insistiu para que o novo acordo do Homem-Aranha fosse fechado.

No final de setembro, Marvel e Sony anunciaram que o herói terá o terceiro filme e que Tom Holland ainda pode aparecer em mais um longa do MCU (sigla em inglês para Universo Cinematográfico da Marvel). Antes do desfecho feliz, o artista de 23 anos tomou uma atitude.

Fontes do The Hollywood Reporter garantem que o ator “fez vários apelos” para o CEO da Disney, Bob Iger, e para o presidente da Sony, Tom Rothman. Tom Holland “queria alcançar uma solução”.


A ação do herói teria começado após a D23, em 25 de agosto. Primeiro, o ator procurou Rothman para voltar a conversar com a Disney. Depois, Tom Holland foi até Iger – o site afirma que é algo surpreendente, já que o CEO da casa do Mickey Mouse é uma das pessoas mais importantes de Hollywood.

O problema era dinheiro. A Disney queria dividir Homem-Aranha 3 em 50%, para ter esse total de lucro. Mas, acabou aceitando ficar com 25% dos ganhos.

“Eventualmente, Sony e Disney começaram a voltar após Tom Holland mostrar o apoio dos fãs”, afirma o site.

Homem-Aranha 3 está confirmado para 16 de julho de 2021.