Lançado em 2016, Deadpool foi um dos maiores marcos em filmes do gênero super-heróis, principalmente por fazer um grande sucesso mesmo tendo a classificação +18.

Grande parte deste sucesso se deve ao diretor Tim Miller, mas ele acabou deixando a franquia após as produções, e o segundo longa – que também foi aclamado – ficou nas mãos de David Leitch.

Em entrevista recente ao site KCRW, Miller revelou o real motivo de sua saída, e ela envolve o astro da saga, Ryan Reynolds.


“Ficou claro para mim que o Ryan queria ter o controle da franquia. Você pode trabalhar dessa forma como diretor e dar tudo certo, mas eu não consigo. Eu não me importo em ter uma discussão, mas se eu não vencer, eu não quero brincar.

Acho que você não pode negociar controle criativo, há muito a ser feito. O Ryan é o rosto da franquia e era o elemento mais importante dela, de longe. Então se ele decidir ter o controle, então ele terá o controle”, declarou o cineasta.

Vale lembrar que recentemente, Miller também deu declarações polêmicas após o fracasso de O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio, também dirigido por ele, culpando o produtor James Cameron pelas escolhas tomadas no filme.