O aclamado diretor Martin Scorsese já demonstrou diversas vezes que não gosta de filmes baseados em quadrinhos. Mas, admite que Coringa é diferente e até acha que não parece do gênero.

Por conta do roteiro do filme da DC, Martin Scorsese quase dirigiu Coringa. Para BBC, o cineasta confirmou a informação e explicou a desistência.

No final das contas, o filme ficou com Todd Phillips. O cineasta vem sendo bastante elogiado pelo trabalho na obra.


“Decidi que não tinha tempo para isso. Todd me disse: ‘Marty, este é seu’ e eu disse: ‘Não sei se quero’. Por motivos pessoais, não quis me envolver, mas conheço muito bem o roteiro”, declarou o diretor.

Martin Scorsese ainda garante ter passado “quatro anos” pensando sobre o filme. O que teria incomodado o diretor sobre Coringa é que ele teria que, depois, transformar o personagem usando a inspiração dos quadrinhos.

Coringa, estrelado por Joaquin Phoenix, está em cartaz nos cinemas.