Antes que a Marvel fosse a empresa por trás da maior franquia de filmes de Hollywood, ela passou por tantas dores de cabeça quanto qualquer empreendedora. Enquanto trabalhava para começar suas produções em 2005, o estúdio acabou conseguindo um contrato de financiamento da Merrill Lynch.

Com o novo acordo, a Merril Lynch forneceria US$ 525 milhões ao estúdio, permitindo que pagasse depois sem assumir riscos. A certa altura, o ex-chefe da Marvel, David Maisel, disse que tudo era “bom demais para ser verdade”.

É um acordo que provavelmente não teria acontecido apenas alguns anos depois, quando a economia dos Estados Unidos afundou durante a recessão de 2008. Em uma entrevista com o Hollywood Reporter, o atual presidente da Marvel, Kevin Feige, confirmou isso, dizendo que não acha que a Merrill Lynch teria sido capaz de fornecer o financiamento a partir de 2008.


“Essa é uma boa pergunta em que eu não tinha pensado. Não teríamos conseguido o empréstimo depois, você provavelmente está certo”, disse Feige.

Cerca de 13 anos depois, a Marvel agora está lucrando, tendo arrecadado mais de US$ 22 bilhões em todo o mundo com o MCU. Nove filmes separados arrecadaram mais de US$ 1 bilhão em todo o mundo, números que deixariam qualquer estúdio de cinema muito empolgado.