Embora não haja escassez de fóruns e sites sobre filmes e entretenimento na Internet atualmente, nem sempre foi o caso. Discussões sobre cinema não eram tão acaloradas até pouco tempo atrás, o que mudou muito recentemente – e o presidente da Marvel não é um fã da mudança.

Kevin Feige sentou-se recentemente para uma sessão de perguntas e respostas com Tova Laiter, da Academia de Cinema de Nova York, e descreveu a Internet como “poço do inferno”.

Na conversa, Laiter falou brevemente sobre parte do processo de fazer filmes e mencionou refilmagens e como o diretor Woody Allen refazia elementos dos filmes como parte do processo. Isso levou o presidente da Marvel a falar sobre como costumava haver histórias de refilmagens na imprensa, uma conversa que levou Feige a notar que a Internet não é mais um espaço amigável.


“Sempre foi assim. Havia histórias sobre refilmagens na imprensa desde que eu comecei, desde antes do surgimento de tantos sites sobre cinema. Não é algo legal. Agora vivemos no poço do inferno, mas há algum tempo era uma surpresa as pessoas terem opiniões sobre cinema. Na época do primeiro X-Men, diziam: ‘Se é da Marvel, vai ser ruim'”, disse o executivo da Marvel.

Ambiente tóxico

Aparentemente, esses comentários podem parecer bastante severos, mas o presidente da Marvel está longe de ser a única pessoa a observar o quão tóxica a Internet pode ser quando se trata de conversas sobre entretenimento.

Várias celebridades abordaram a natureza tóxica dos fãs em vários graus. Mais recentemente, Henry Cavill, estrela de The Witcher, observou que acha que a situação é mais sutil, enquanto o CEO da Disney, Bob Iger, revelou que a empresa desistiu de comprar o Twitter porque acha que a rede social é “cheia de maldade”.

A próxima produção da Marvel a chegar aos cinemas é Viúva Negra, que estreia em 30 de abril de 2020.