O filme do Coringa teve um final que deixou o público com muito o que conversar, imaginando quanto do filme era real ou falso, e chocado com as ações de Arthur Fleck, de Joaquin Phoenix. Acontece que, de acordo com Kevin Smith, havia um final mais chocante para o filme baseado no vilão da DC Comics.

Smith não sabia se deveria compartilhá-lo, então ele manteve sua fonte em segredo para proteger seu trabalho, mas ele entrou em detalhes sobre como o filme quase terminou e teria deixado Smith “indignado como um fã de Batman”!

Smith enfatizou fortemente sua revelação do final alternativo de Coringa com uma incerteza, pois ele não podia acreditar no que o filme considerava fazer.


“Originalmente, o final no hospital era diferente”, disse Smith em seu programa Fatman Beyond.

“Ele está no hospital e ri, ri e diz: ‘Eu estava pensando em algo engraçado.’ O que deveria acontecer era voltar à morte de Thomas e Martha Wayne e era ele matando Thomas e Martha Wayne e o garoto ficava gritando e chorando, e ele se virava para ir embora e então se virava, dava de ombros e atirava no garoto. Créditos.”

Um mundo sem Batman

“Que diabos, cara!”, disse Smith, apontando algo importante: “Este mundo não tem Batman.”

É claro que o filme do Coringa não teve o Batman, apesar de retratar o momento chave da história de origem de Bruce Wayne, que o levou a se tornar o protetor de Gotham.

É perfeitamente possível que o estúdio tenha escolhido não apresentar o assassinato violento de uma criança em um filme já violento e controverso, mas também permanece a ideia de que uma sequência estava sendo preservada, o que poderia colocar o personagem do Coringa contra Bruce Wayne adulto como Batman.

Será que essa mudança pode indicar um interesse em uma possível conexão com o futuro Batman de Robert Pattinson? Os teóricos de plantão terão muito o que discutir.

Por enquanto, a Warner Bros. promete que não há planos oficiais para uma continuação de Coringa.

Coringa chegará em Blu-ray e DVD em janeiro.