Os fãs de Kill Bill começam a criar mais esperanças para um terceiro filme da franquia. O motivo está numa recente notícia sobre o diretor Quentin Tarantino e a atriz Uma Thurman.

A estrela entregou o troféu de Melhor Diretor da National Board of Review para Tarantino, por Era Uma Vez em Hollywood (2019). Para imprensa dos EUA, o caso foi visto como um ato de reconciliação.

O New York Times chegou a afirmar que a relação dos dois estava tensa desde Kill Bill: Volume 2 (2004). Nas gravações do longa, Tarantino quis que a atriz fizesse uma cena em um carro sem cinto de segurança.


O momento saiu errado e Uma Thurman teve lesões nas costas e na cabeça. Ao que parece, a mágoa está sendo superada.

Kill Bill 3 vem aí?

Ainda antes Quentin Tarantino tinha dado sinais de uma reconciliação com Uma Thurman. Ao Happy Sad Confused, na metade do ano passado, o cineasta revelou que teve um jantar com a atriz.

Já na época, o diretor admitiu que a conversa inspirou novas ideias para Kill Bill 3. Então, os fãs podem sim ficar animados com a reunião da dupla.

“Eu e Uma [Thurman] conversamos sobre isso recentemente. Francamente, pra falar a verdade, eu tenho pensado muito nisso ultimamente. Nós falamos sobre isso na última semana. Se algum filme meu tem a chance gerar sequências, esse filme certamente seria um terceiro Kill Bill”, disse o diretor na época.

O filme ainda não foi oficializado. Por hora, Tarantino busca novos prêmios com Era Uma Vez em Hollywood, que deve pintar entre os indicados ao Oscar – anunciados na segunda, 13.