Netflix promete que vai “defender” especial do Porta dos Fundos, alvo de ação na justiça do Rio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois da determinação da Justiça do Rio de Janeiro, que censurou o Especial de Natal do Porta dos Fundos na Netflix, a plataforma de streaming se pronunciou no Twitter nesta quinta-feira (09).

No tweet, a Netflix defende a expressão artística, prometendo defender o especial realizado pelo Porta dos Fundos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Sobre o especial do Porta dos Fundos: apoio fortemente a expressão artística e vou lutar para defender esse importante princípio, que é o coração de grandes histórias”, disse a plataforma.

Até o presente momento, o Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo segue disponível na Netflix.

Entenda o caso

No Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo, Gregório Duvivier interpreta Jesus Cristo, que prestes a completar 30 anos, vive um relacionamento com Orlando (Fábio Porchat).

A produção foi alvo de polêmica, já que membros da comunidade cristã ficaram ofendidos com o especial.

A confusão chegou em seu auge quando a sede do Porta dos Fundos no Rio de Janeiro foi atacada por um grupo terrorista, que atirou coquetel molotov no local.

Na tarde de ontem (08), a Justiça do Rio de Janeiro determinou que o especial fosse removido da Netflix. O caso ainda não foi concluído.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio