Cuidado! Spoilers de Star Wars: A Ascensão Skywalker.

Em Star Wars: A Ascensão Skywalker, a verdade sobre o vilão Snoke, que participou dos dois primeiros filmes da nova trilogia, foi finalmente revelada.

Nos primeiros minutos de filme, o Imperador Palpatine revela que Snoke foi na verdade uma criação dele. A revelação, que ainda é cercada de mistérios, foi discutida por Maryann Brandon, editora do filme, em uma entrevista.


Snoke, o clone

Em entrevista ao Huffington Post, Brandon explicou os bastidores da primeira cena de Star Wars: A Ascensão Skywalker.

“Eu apenas criei aquele efeito visual e achei que seria divertido para o público, criar um visual que conta toda a história. Acho que foi bem-sucedido. Nós não precisamos mudar muito os diálogos. Você vê por um momento ali no fundo e pensa, ‘Ok, eu entendi tudo’”, explicou.

A editora se refere a imagem de Snoke em tubos de clonagem, que mostra diversas versões do vilão que morreu pelas mãos de Kylo Ren em Os Últimos Jedi (2017).

Ou seja, em uma simples imagem, entende-se que Snoke foi uma criação – de outras várias – feita pelo Imperador Palpatine.

Star Wars: A Ascensão Skywalker está em exibição nos cinemas brasileiros.