O filme de animação em stop-motion original da Netflix, Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca, produzido pelo estúdio de animação inglês Aardman, é uma homenagem aos filmes de ficção científica dos anos 80 e 90, e, apropriadamente, apresenta uma cena de pós-créditos que faz referência inteligente à ciência e cultura popular britânica dos anos 90. O filme familiar segue as aventuras de Shaun, um carneiro travesso e seu novo amigo – que por acaso é um alienígena de outro planeta.

Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca é uma sequência do filme animado de sucesso Shaun, o Carneiro: O Filme, que é um dos melhores filmes de stop-motion de todos os tempos. Assim como o original, Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca encanta seu público com sua maravilhosa animação texturizada, piadas engraçadas e uma quantidade impressionante de referências à cultura pop – como a encontrada na cena pós-créditos.

A cena pós-créditos é uma continuação da primeira cena de Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca. O filme da Netflix começa com a imagem de um teclado sob os holofotes, sendo tocado por uma ovelha.


Na cena pós-créditos, um homem em um traje de proteção amarelo – muitos desses personagens são vistos no filme – se aproxima do teclado. A figura sai da cena momentaneamente para remover seu traje (evidenciado por ele jogando o capacete na tela), depois retorna e começa a tocar o teclado.

Ele é interrompido pela ovelha mais nova, Timmy, que entra na cena para desconectar o teclado e calar o homem.

Quem era esse homem

O público pode não reconhecer a figura na piada após os créditos, porque ele não aparece no filme; no entanto, existem várias pistas na cena que sugerem a identidade do homem. Segundo o IMDb, esse homem é o professor Brian Cox, físico e apresentador de TV no Reino Unido (Aardman é um estúdio de animação inglês, então a equipe de produção do filme estaria mais familiarizada com o trabalho de Cox do que o público americano).

A maior pista para a identidade da figura é a música que ele está tocando no teclado. Antes de se tornar o apresentador de programas da BBC baseados na ciência, como In Einstein’s Shadow, Cox trabalhava como tecladista da banda D:Ream.

O maior sucesso do grupo foi em 1994 com a música “Things Can Only Get Better” – a música que o homem está tocando na cena pós-créditos de Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca.

A participação especial de Brian Cox é uma piada inteligente no final de um filme particularmente recheado de referências de ficção científica e cultura pop. A inclusão de Cox faz sentido em vários níveis: “Things Can Only Get Better” é aproximadamente do mesmo período que muitas das referências de ficção científica, como a semelhança da Agente Red com a Agente L de Homens de Preto, ou o fato de que a senha dela é o tema de Arquivo X.

Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca pode ter uma referência obscura em sua cena pós-créditos, mas a piada se encaixa no tom geral do filme e tem uma recompensa para quem ficou até o fim.

Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca está disponível na Netflix.