Coronavírus dá prejuízo de mais de R$ 130 milhões para novo 007

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com o Hollywood Reporter, a MGM gastará algo entre US$ 30 milhões e US$ 50 milhões (entre R$ 138 milhões e R$ 231 milhões, na atual cotação do dólar) além do esperado com o adiamento de 007: Sem Tempo Para Morrer.

O filme estava previsto para abril, mas ficará para novembro por causa do surto do novo coronavírus (COVID-19).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Gastos extras

O site aponta que muito dinheiro já havia sido gasto com anúncios para 007: Sem Tempo Para Morrer, e com o adiamento novos investimentos terão que ser feitos.

O estúdio espera que o longa, que marcará a despedida de Daniel Craig como James Bond, arrecade mais de US$ 1 bilhão mundialmente, mas com o lançamento em abril, especialistas projetavam que perderia “pelo menos 30%” da potencial bilheteria.

O orçamento ainda não foi revelado, mas especula-se que tenha sido próximo de 007 contra Spectre, que custou impressionantes US$ 245 milhões para ser produzido.

007: Sem Tempo Para Morrer chegará aos cinemas em novembro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio