Dos Rolling Stones ao cinema: Mick Jagger volta a atuar em novo filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aos 76 anos, Mick Jagger volta a atuar nos cinemas. O vocalista dos Rolling Stones está no elenco de The Burnt Orange Heresy, novo filme que chega nesta semana nos Estados Unidos. 

No longa, Mick Jagger tem papel central. Ele é o colecionador Joseph Cassidy, que é bastante desonesto. Em uma vila italiana, Cassidy dará a oportunidade para o crítico de arte James Figueras (Claes Bang) entrevistar um famoso artista recluso, vivido por Donald Sutherland. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Há um problema na história. Além da entrevista, Figueras terá que roubar um quadro do artista. O filme é baseado no livro de Charles Willeford. 

A direção é de Giuseppe Capotondi. O longa não tem previsão de estreia para o Brasil. Veja o trailer abaixo. 

Mick Jagger no cinema 

No século passado, o cantor tentou ter uma carreira na TV e no cinema. Entre os trabalhos mais marcantes estão o drama Performance, para televisão na década de 1970, e o filme Freejack, de 1992. 

Antes do novo filme, o último trabalho do vocalista dos Rolling Stones tinha sido Confissões de um Sedutor, de 2001. No longa, Mick Jagger teve o papel principal. 

Em recente entrevista ao USA Today, Mick Jagger explicou o motivo de ter ficado afastado do cinema. Até então, o cantor não tinha encontrado um trabalho que chamasse a atenção dele. 

“Eu gostaria de ter feito muito mais, mas é um mundo engraçado, o cinema. Você não recebe tantas coisas interessantes, você recebe um monte de lixo que você poderia fazer se esse fosse o único emprego. Mas eu tenho outras coisas pra fazer”, afirmou o astro. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio