Vários mercados do Oriente Médio proibiram o filme de aventura em família da Disney e Pixar, Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica, devido à referência do filme a um relacionamento lésbico, de acordo com a Variety.

O filme se concentra em dois irmãos elfos adolescentes – dublados por Chris Pratt e Tom Holland, de Vingadores: Ultimato – em uma tentativa de ressuscitar seu pai morto, que havia combinado que eles recebessem um feitiço que o traria de volta por apenas 24 horas para que seus filhos pudessem encontrá-lo. No filme, os irmãos se disfarçam como o namorado centauro de sua mãe, o oficial Bronco, e conversam sobre pais com uma oficial ciclope chamada Spectre, dublada por Lena Waithe, que diz: “Não é fácil ser um novo pai – a filha da minha namorada me faz arrancar meus cabelos.”

Kuwait, Omã, Catar e Arábia Saudita proibiram o filme devido à referência. A Rússia, que tem um histórico de proibir ou censurar o conteúdo LGBT, censurou a cena alterando a palavra “namorada” para “parceiro”.


Primeira personagem LGBTQ da Disney

Falando à Variety na estreia de sua nova série Twenties esta semana, Waithe explicou que a frase – que faz de sua personagem a primeira figura abertamente LGBTQ na história da Disney – foi ideia dela.

“Eu perguntei se podia dizer a palavra ‘namorada’. Parecia estranho. Eu até tenho uma voz alegre, eu acho. Não achava certo dizer ‘marido’. Eles foram legais e calmos. E acabou sendo algo especial”, contou.

Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica está em cartaz no Brasil.