No final de Star Wars: A Ascensão Skywalker, Kylo Ren e Rey se reuniram em um esforço final para derrotar o Imperador Palpatine.

Era óbvio que havia um vínculo entre os dois desde o início da nova trilogia, e a conexão através da Força solidificou ainda mais a relação até o momento derradeiro do filme.

Depois de todos os atos vilanescos, Kylo, aceitou sua identidade como Ben Skywalker e o lado da Luz.


Para compensar todo o mal que fez, ele se sacrificou para garantir a sobrevivência de Rey, dando nela um beijo e passando para a jovem o restante de força vital que tinha.

Após o retorno de Kylo Ren à luz, ele não teve tempo de falar com Rey, já que morreu pouco depois.

Últimas palavras

No entanto, a novelização de A Ascensão Skywalker, do escritor Rae Carson, revelou suas palavras finais para ela.

“Uma voz veio a ela através da Força, clara e forte: ‘Eu sempre estarei com você’, disse Ben”, diz o trecho do livro.

Enquanto isso, Rey teve uma resposta que ecoou um sentimento familiar – “Ela sorriu. Deixou a verdade passar por ela. ‘Nunca ninguém realmente se vai’, ela sussurrou.” A história também chama o beijo de Kylo em Rey de “beijo de gratidão”.

Supondo que o diretor J.J. Abrams e o co-roteirista Chris Terrio nunca pretendiam que a cena fosse romântica, é curioso o fato de eles terem colocado o beijo, ao invés desse diálogo, na trama.

Star Wars: A Ascensão Skywalker já está à venda no Brasil em Blu-Ray e DVD.