O momento em que o Superman (Henry Cavill) quebra o pescoço do General Zod (Michael Shannon) em O Homem de Aço foi para lá de polêmico. Apesar de ir contra tudo o que Superman defende, ele ainda fez o que precisava ser feito.

Agora, o cineasta Zack Snyder revelou que o controverso momento foi feito por necessidade, já que ele, pessoalmente, não gosta que super-heróis não tenham consequências. O produtor Christopher Nolan e o roteirista David S. Goyer queriam algo diferente, acreditando que a cena poderia estar indo longe demais, mas Snyder insistiu que Superman matasse Zod após uma devastadora batalha em Metrópolis.

Durante uma transmissão ao vivo que Snyder organizou no Vero, o diretor analisou não apenas Batman vs Superman: A Origem da Justiça, o filme da DC que estava assistindo, mas os outros filmes de super-heróis que ele também dirigiu. No início de Batman vs Superman, Bruce Wayne (Ben Affleck) observa a luta de Superman e Zod de longe e foi quando Snyder ofereceu sua explicação.


A explicação

“Mesmo se entendermos dessa perspectiva externa que o Superman está salvando o mundo, que está sendo essencialmente transformado em outro planeta, o bem maior está sendo servido”, contou.

“É como um cenário do tipo de Ozymandias quando um grande sacrifício é feito para salvar o mundo e eu diria que não é nem mesmo intencional neste caso. Zod é um cara poderoso. Sugerir que você pode derrotá-lo sem que ele quase ganhe não é realista nem o tipo de consequência que eu queria dos meus filmes de super-heróis.”

Fazendo referência à adaptação de Watchmen que ele próprio comandou, Snyder acrescentou: “Não gosto dessa ideia de não existirem consequências. Esses personagens gigantes chegam ao nosso mundo e precisam criar e resolver problemas gigantes.”

O Homem de Aço e Batman vs Superman: A Origem da Justiça estão agora disponíveis em DVD e Blu-ray.