Bomba! Top Gun 2, com Tom Cruise, pode ser cancelado

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com vários títulos importantes, incluindo Viúva Negra da Marvel, Velozes e Furiosos 9 da Universal, Mulher-Maravilha 1984 da Warner Bros., Minions 2: A Origem de Gru da Universal, Os Caça-Fantasmas: Mais Além da Sony e Morbius da Sony e Marvel, removidos de suas datas de lançamento, a temporada de cinema do meio do ano tem sido sustentada por dois filmes: Top Gun: Maverick da Paramount e Tenet da Warner Bros.

No entanto, com base nos eventos atuais e na natureza não resolvida da pandemia de coronavírus, a Variety acredita firmemente que os dois grandes longas de ação com Tom Cruise (Missão: Impossível) e Robert Pattinson (The Batman), juntamente com Jungle Cruise da Disney, inevitavelmente serão forçados a adiar suas datas de lançamento para o final do ano ou até 2021, cancelando efetivamente a temporada de grandes sucessos no meio do ano.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O relatório também diz que a Warner Bros. pode ter sido um pouco otimista ao mudar Mulher-Maravilha 1984 para agosto, e provavelmente será forçada a adiar o filme ainda mais nas próximas semanas ou meses, a menos que seja descoberta uma cura milagrosa para o coronavírus, o que, infelizmente, neste momento, parece altamente improvável.

Lançamento digital?

Quanto a se alguns desses filmes poderiam chegar diretamente em streaming ou venda digital, isso quase definitivamente não vai acontecer. Todos os filmes acima mencionados têm orçamentos acima de US$ 100 milhões (sem incluir os custos de marketing e distribuição) e podem potencialmente perder centenas de milhões de dólares se não forem lançados nos cinemas.

Existe a possibilidade de filmes menores, como O Homem Invisível da Universal (orçamento de US$ 7 milhões) e Magnatas do Crime da STX (orçamento de US$ 22 milhões), serem lançados diretamente para mídias digitais. Os analistas de cinema acreditam que muitos dos recentes filmes de orçamento médio que estrearam digitalmente tiveram um desempenho suficiente para justificar essa mudança para os estúdios, pois trabalham para não perder dinheiro enquanto os cinemas permanecem fechados em todo o mundo.

O desligamento mundial dos cinemas continua sendo a maior razão para adiar vários filmes para o próximo ano, e não para o final de 2020. Ainda que os Estados Unidos, por exemplo, conseguissem resolver grande parte do problema até junho ou julho, a situação ainda estaria crítica em vários outros países, onde estrelas como Tom Cruise, Vin Diesel, Dwayne Johnson e Scarlett Johansson podem garantir grandes arrecadações.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio