Resgate: Produtores justificam a violência extrema do filme da Netflix

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Hollywood pode estar em uma seca no que diz respeito aos filmes de ação, mas Chris Hemsworth veio com força total para aliviar isso com Resgate, da Netflix.

O novo lançamento é dirigido pelo dublê do MCU, Sam Hargrave, e produzido por Anthony e Joe Russo, diretor de Vingadores: Ultimato.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Para os fãs dos bons e velhos filmes de ação, Resgate não poupa em mostrar suas mortes sangrentas, atingindo uma contagem de corpos nos três dígitos.

Muitas mortes

Os apresentadores do podcast do CinemaBlend se reuniram com os irmãos Russo, e Joe falou sobre a grande quantidade de mortes no longa.

“Para nós, é certamente uma história hiper adrenalizada. E é disso que gostamos. Queríamos algo super agressivo. É sobre um patriarcado corrupto e esse personagem danificado.

Então, realmente queríamos colocá-lo em uma panela de pressão, uma situação intensa e um nível de ação elevado.

Todos acompanham a contagem de corpos de um filme. Eu acho que havia algo chamado The Carnage Document que eles usavam para acompanhar tudo o que aconteceu no filme.

Não me lembro de quem estava acompanhando, ou para onde foi, mas sei que apareceu nos meus e-mails em determinado momento.”

Resgate está disponível para todos os assinantes da Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio