O Universo Cinematográfico Marvel se tornou a maior coisa que Hollywood já viu e os atores que interpretam os heróis se tornaram a personificação humana desses personagens clássicos dos quadrinhos.

Para esta geração, e provavelmente todos que vierem depois, Chris Evans será o Capitão América.

É difícil pensar no personagem sem pensar no ator, o que torna muito mais surpreendente o quão perto isso tudo chegou de não acontecer.


Ataques de pânico

Chris Evans já falou antes sobre como ele inicialmente não tinha certeza de assumir o papel de Steve Rogers no MCU.

Ele sabia como isso aumentaria sua visibilidade e o forçaria a assumir uma personalidade mais pública. Ele não tinha certeza de que era algo que ele queria.

No entanto, em uma entrevista recente ao Podcast The Awards Chatter, Evans falou sobre como parte desse sentimento veio do fato de ele já estar enfrentando pequenos ataques de pânico, o que o fez pensar se a atuação era o caminho certo para ele.

“Foi a primeira vez que comecei a ter mini ataques de pânico no set. Eu realmente comecei a pensar:

Não tenho certeza se isso é a coisa certa para mim, não tenho certeza se estou me sentindo tão saudável quanto deveria.

Foi bom ter Chris Hemsworth por perto, porque ele estava passando por isso também. Quero dizer, na época, Downey, Scarlett, Ruffalo e Renner já estavam arrasando.

Hemsworth e eu éramos muito novos e também tínhamos os filmes independentes, então acho que compartilhamos nossa ansiedade, e pelo menos isso o tornou um pouco mais reconfortante.”

O próximo filme da Marvel a chegar aos cinemas é Viúva Negra, que estreia em 29 de outubro deste ano.