Elsa é a grande estrela do mundo de Frozen, e provavelmente é a personagem mais amada principalmente pelas crianças que são fãs dessa franquia.

Como primogênita do rei Agnarr e da rainha Iduna, Elsa assumiu o trono e se tornou rainha de Arendelle nos três anos entre Frozen e Frozen 2. Mas ela nunca foi verdadeiramente apaixonada por esse trabalho.

Em Frozen 2, o papel dela muda: ela se torna o quinto espírito e, como uma mediadora entre o mundo natural e a civilização, passa a ser a líder da Floresta Encantada.


Com isso, Anna, a irmã de Elsa, vira a nova rainha de Arendelle. E podemos dizer que a jovem sempre esteve destinada a ser melhor nesse trabalho que a sua irmã.

A verdadeira líder

Elsa não nasceu para ser uma líder – pelo menos não para as pessoas de Arendelle.

Por causa de seus poderes instáveis, ela cresceu isolada. Como adulta, tende a ser extremamente independente e sozinha.

Enquanto isso, Anna é extremamente altruísta e gosta de trabalhar em equipe, além de embarcar em novas aventuras.

Ela sempre confia nos outros – o que a leva a ser um pouco ingênua, por um lado. E nunca gostou da ideia de deixar a sua irmã fazer as coisas sozinha.

Essas são todas as características de uma boa líder, coisa que Anna sempre foi, apesar de subestimada.

Por um lado, Frozen 2 foi uma jornada de descoberta e desenvolvimento para Elsa. Por outro, também foi uma trama sobre Anna alcançando o objetivo de sua vida.

No Brasil, Frozen e Frozen 2, da Disney, estão disponíveis no Amazon Prime Video.