Não fazer promessas que não pode cumprir é uma lição aprofundada em todos nós desde crianças, mas claramente isso escapou ao pessoal da MGM.

A rede de TV Starz alega ter uma licença exclusiva para toneladas de conteúdo da MGM – títulos que não deveriam estar disponíveis em nenhum outro lugar.

Mas quando um funcionário da Starz descobriu que a excelente aventura de Bill & Ted também estava disponível para transmissão na Amazon, pareceu-lhes que a MGM havia desconsiderado o acordo.


Treta

A Starz inicialmente listou 25 filmes que não cumpriram os termos do contrato, mas a MGM aumentou esse número, admitindo 136 filmes e 108 episódios de séries de TV.

Insatisfeita, a Starz cavou um pouco mais fundo e descobriu mais de 100 outros filmes que violavam seu acordo.

“Por sua própria admissão, a MGM licenciou mais de 32% dos Contratos de Imagens nas bibliotecas para serviços concorrentes, violando os direitos exclusivos da STARZ para esses filmes”, diz a denúncia apresentada pela Starz Entertainment.

Starz está argumentando que a MGM não apenas ignorou os termos do contrato, como a empresa “lucrou diretamente com essa violação de várias maneiras”.

Mas a MGM não está caindo sem luta: “O processo é um esforço transparente da Starz para usar litígios para desviar a atenção de suas próprias deficiências competitivas”, disse o advogado da MGM, Orin Snyder.

“Starz está fingindo que uma disputa rotineira de licenciamento com a MGM, que não teve impacto financeiro significativo, é a causa do fracasso em vencer no mercado”, acrescentando: “Vamos defender vigorosamente essas alegações”.

Vale lembrar que a terceira sequência de Bill & Ted, intitulada Bill & Ted: Encare a Música, chega aos cinemas em agosto deste ano.

O filme traz novamente Keanu Reeves e Alex Winter nos papéis homônimos principais do longa metragem.