Quando o primeiro filme dos Jogos Vorazes chegou às telas em 2012, ninguém poderia prever como as adaptações seriam tão populares.

No fim, quatro filmes foram produzidos seguindo fielmente os livros – com o último livro, A Esperança, sendo dividido em dois longas.

Josh Hutcherson, que interpretou Peeta Mellark, um dos protagonistas da trama, agora revelou o quanto a saga mudou sua vida.


Mudanças

“Era como a minha faculdade”, disse ele à EW. “Foi como uma época de amadurecimento para mim. Foi a primeira vez que estive longe da minha família e sozinho.

Foram mundos à parte de tudo que eu já experimentei. É como uma faca de dois gumes. Obviamente, o benefício de ter mais projetos é grande.

Mas quando me tornei ator aos 8 anos, ser famoso e ser reconhecido não estava no meu radar. Eu só queria fazer filmes.

Essa ingenuidade me seguiu até Jogos Vorazes me dar um tapa na cara. É difícil para alguém digerir, especialmente sendo uma criança do Kentucky. Isso me fez perceber o tipo de ator que eu queria ser.

A ideia de realizar projetos grandes que o tornam ainda mais conhecido não parece tão apetitosa. Se essa oportunidade surgisse novamente, eu teria que pensar mais nisso”.

Vale lembrar que um novo filme da franquia Jogos Vorazes já está sendo desenvolvido. A história será um prelúdio, adaptado do livro The Ballad of Songbirds and Snakes, que conta a história de ascensão de Coriolanus Snow.