Frozen 2 fez o maior sucesso ao continuar a história de um dos filmes contemporâneos mais icônicos da Disney. A sequência mudou o cenário, e trocou Arendelle pela Floresta Encantada.

No filme, Elsa descobre a verdade por trás de seus poderes, o que traz grandes consequências para a protagonista e seu reino.

Mas a transformação de Elsa no final do filme também esconde um triste significado.


Confira abaixo!

O quinto espírito 

Em Frozen 2, Elsa renasce como o Quinto Espírito, uma junção das forças elementais apresentadas na trama do longa.

O filme acompanha Elsa segundo uma misteriosa voz, que a acompanha em uma jornada pela origem dos seus poderes.

Na trama, Elsa conhece espíritos como o cavalo d’água Nokk e a salamandra Bruni.

No final, ela é revelada como o espírito do gelo, o Quinto Elemental que traz equilíbrio ao mundo. Isso também significa que Elsa com o tempo perderá sua humanidade, assumindo de uma vez por todas seu caráter espiritual.

Sendo assim, ela viverá além das mortes de Anna, Kristoff, seus filhos e netos, se tornando uma espécie de criatura imortal.

Esse distanciamento da humanidade pode levar Elsa a se tornar a Rainha Má do Gelo, cuja história escrita por Hans Christian Andersen inspirou a trama de Frozen em primeiro lugar.