Hulk é um dos membros originais dos Vingadores, e desde sua primeira aparição no MCU vem conquistando o coração dos fãs principalmente pelo carisma do ator Mark Ruffalo.

Vingadores: Ultimato frustrou muitos fãs do Hulk ao deixar de fora de seu enredo a transformação de Bruce Banner no Professor Hulk, versão do personagem que combina o intelecto do cientista com a força do gigante.

Além disso, a utilização do personagem como alívio cômico deixou muitos fãs da versão original e conflituosa do herói com um gosto azedo na boca.


O processo de gravação das cenas do Hulk é bastante complicado, e de acordo com Mark Ruffalo, não é nem de longe sua parte preferida de ser um astro da Marvel.

Confira abaixo!

Processo humilhante 

Como todos os fãs da Marvel já sabem, Mark Ruffalo grava as cenas do Hulk com um traje de captura de movimentos e é depois transformado no Gigante Jade com a mágica dos efeitos especiais.

Em uma entrevista, Ruffalo revelou mais detalhes interessantes sobre o árduo processo.

“Eu já fiz tanta coisa com esse traje de captura de movimentos! Tenho que usar essa espécie de lycra bem colada que te deixa grande onde você quer parecer pequeno e pequeno onde quer parecer grande, se é que vocês me entendem”, contou Ruffalo.

Com bom humor, o ator descreveu o processo como “humilhante”.

“Era tudo tão humilhante! Todos os atores estavam com uniformes legais de super heróis, e começaram a rir quando eu cheguei com esse pijama ridículo parecido com um tabuleiro de xadrez chinês”, brincou o intérprete do Hulk.

De acordo com o astro da Marvel, a zoação dos colegas de elenco era constante, vinda principalmente do brincalhão Robert Downey Jr.

“No último filme ele chegou para mim e disse: ‘Tenho muita pena de você’. Eu perguntei o motivo e ele respondeu: ‘Porque eu vejo como é difícil para você ficar enfiado nesse uniforme o dia inteiro”, revelou o ator.

Vingadores: Ultimato já está disponível em plataformas digitais.