Pelos trailers e clipes lançados, ficou perfeitamente claro que Liga da Justiça Sombra: Guerra de Apokolips seria um passeio intenso e de alta octanagem.

Os materiais promocionais provocaram toneladas de brigas brutais e sequências de ação, enquanto também pintavam um mundo sombrio para os heróis quebrados.

A medida que o tempo de execução de 90 minutos se desenrola, a Guerra de Apokolips realmente se torna uma das propriedades mais violentas da DC.


Brutalidades

O filme apresenta as mais terríveis mortes de todos os tempos para uma variedade de heróis e vilões.

Guerra de Apokolips não esconde nada, pois o Superman rapidamente leva um batalhão para a casa ardente de Darkseid, apenas para ser emboscado por Paradooms.

Os heróis não esperavam o ataque, e como o Homem de Aço revela mais tarde em flashbacks, era totalmente unilateral.

Uma das sequências que se destacam é um quadro dos Omega Beams de Darkseid, que dividem Aquaman ao meio, e, neste ponto, está claro que haverá muito sangue e tripas por vir.

Na mesma briga, o braço da Mulher Maravilha é arrancado, as asas de Gavião-Negro são arrancadas, Shazam perde uma perna e o rosto de Mera é esmagado.

Quando somos apresentados ao Esquadrão Suicida esmagando aliados de Darkseid, vemos Arlequina esmagando Lex Luthor com seu martelo, Tubarão Rei os comendo vivos, Bane rasgando-os e Capitão Frio decapitando as pessoasa.

Qualquer um pode ir a qualquer momento e esse fator imprevisível realmente contribui para uma jornada emocionante.

As apostas Guerra de Apokolips são maiores, e os principais jogadores são mortos, não apenas personagens secundários aleatórios.

E não se engane, os adolescentes também são assassinados, como pode ser visto quando os Titãs são atacados pelos Paradooms.

Aqui, porém, o que se destaca é o Asa Noturna sendo empalado pela armação pontiaguda de um Paradoom, e a Estelar também sendo dividida ao meio.

O frenesi de alimentação dos Paradooms também é bastante assustador, como visto quando eles pululam e devoram Zatanna e Shazam, adicionando uma dinâmica sangrenta que vai além de apenas separar os membros.

Chega à tona no final, quando a resistência do Superman tenta libertar Batman do controle de Darkseid, o Cavaleiro das Trevas teleporta o magma que eles roubaram da Terra para Oa, e o magma cai sobre John Stewart.

É outra fatalidade chocante, pois derrete o soldado no local, criando um momento sádico que Darkseid desfruta enquanto saboreia de todas as suas mortes.

E no final, quando Darkseid volta para casa, ele fica com um momento ainda mais sangrento quando usa sua Omega Sanction para fritar Damian Wayne na frente de Bruce depois que o garoto tenta salvar seu pai.

É um momento de coroação, e nem mesmo Superman e Batman tirando os olhos de Darkseid poderiam superar isso.

Liga da Justiça Sombra: Guerra de Apokolips ainda não chegou ao Brasil.