Contém spoilers!

O novo suspense espanhol da Netflix, Presságio, percorre duas narrativas noir paralelas, sendo que uma gira em torno do mistério do assassinato de uma adolescente chamada Gloriana. Por outro lado, a segunda narrativa gira em torno do caso de outro assassinato, que está ligado ao detetive Francisco Juanez, um dos principais personagens do filme.

Presságio tem uma trama muito complicada e, para muitos espectadores, pode ser um pouco desafiador entender o que se passa nas cenas finais.


Então, aqui está uma explicação detalhada do Observatório do Cinema sobre o final de Presságio.

Quem matou Gloriana?

Quando o filme começa, o principal suspeito do assassinato de Gloriana acaba sendo o namorado dela, que aparentemente foi a última pessoa que ela encontrou. No entanto, o garoto logo é capaz de provar sua inocência.

É quando, de repente, a melhor amiga de Gloriana, Minerva, afirma ser a assassina. No entanto, Francisco simplesmente se recusa a acreditar que poderia ser ela.

Quando a interrogam sobre os detalhes do assassinato, Minerva entende tudo errado e Francisco está quase convencido de que ela não matou Gloriana.

Muito mais tarde no filme, ao investigar profundamente o quarto de Gloriana, Manuela encontra uma caixa de joias vazia, enquanto Francisco descobre que a fechadura do Gloriana está quebrada. Quando olha em volta da varanda, descobre que ela está conectada ao terraço do vizinho e também encontra marcas de sangue na parede que separava a varanda do terraço.

Com isso, o vizinho de Gloriana, Mauro, se torna o principal suspeito do caso. Mesmo assim, isso também parece bastante pouco convincente quando Mauro sai como um jovem inofensivo.

Depois de ser removida da custódia policial, Minerva volta ao quarto de Gloriana apenas para dar uma última olhada na cama de sua melhor amiga. É quando Mauro chega lá.

E já que todo mundo suspeita que ele seja o assassino de Gloriana, Minerva o apunhala com uma tesoura, temendo que ele possa até matá-la. Logo depois disso, Minerva é novamente interrogada na sede da polícia, onde Francisco oferece comida.

Sem mostrar nenhum remorso por sua ação anterior de matar Mauro, ela come a comida que lhe é oferecida. Com isso, a dúvida de Francisco é ainda mais consolidada.

Como Francisco revela, Minerva matou Gloriana. Em uma das cenas anteriores, a avó de Minerva presenteou Francisco com uma joia de “anjo espiritual”, apenas para apreciar como ele provou a inocência de Minerva.

No entanto, esse “anjo espiritual” era a mesma peça de joia que foi encontrada anteriormente desaparecida no quarto de Gloriana. Minerva então se lembra de tudo o que aconteceu e diz aos policiais que não foi o ciúme que a fez matar Gloriana, mas a raiva.

Gloriana sempre foi má com ela e até roubou-lhe a joia do “anjo espiritual” que sua avó lhe dera. Quando ela percebeu que Gloriana roubou a joia, ela sentiu raiva e a esfaqueou no pescoço.

Logo depois de matá-la, ela até encontrou a joia do “anjo espiritual” de sua avó logo abaixo das costas de Gloriana, em sua cama. Isso também explica por que Gloriana tinha um pequeno coágulo na parte superior das costas.

E como Minerva a matou quando estava dormindo, nenhum sinal de luta ou agressão foi revelado no relatório forense de Gloriana.

O final: Francisco matou Patricio Galvan?

O segundo mistério subjacente do filme acaba sendo muito mais pessoal para Francisco. Alguns anos atrás, sua esposa foi morta a tiros acidentalmente por um adolescente chamado Patricio Galvan.

Logo após esse incidente, Francisco também espancou brutalmente aquele garoto. Então, quando Patricio é morto em um acidente de carro, Francisco se torna o principal suspeito.

Roger, o homem que lidera a força policial, pede a Pipa que fique de olho em Francisco. Enquanto Pipa investiga mais o caso, ela descobre que Francisco estava realmente no hospital em algum momento na época em que Patricio foi morto.

Um médico que trabalha no hospital diz a ela que Francisco tem um problema cardíaco e que ele estava lá apenas para receber a medicação. Nos momentos finais do filme, Pipa obtém acesso a imagens do circuito interno de TV que revelam que Francisco dirigiu o mesmo carro vermelho para o hospital que havia matado Patricio Galvan.

Isso se torna uma evidência clara de que Francisco matou Patricio apenas para se vingar do assassinato de sua esposa. No entanto, esse não é o caso.

Como um ato de vingança, a mãe de Francisco havia matado Patricio e ele estava apenas tentando encobri-la.

Enquanto Pipa não sabia nada sobre o que estava acontecendo, Francisco e Roger haviam deduzido o plano perfeito para garantir que nem Francisco nem sua mãe se metessem em problemas pelo assassinato de Patricio. Nos momentos finais do filme, Roger organiza uma reunião com o irmão de Patricio, que aparentemente tinha algumas fotos escandalosas dele.

Usando essas fotos escandalosas, o irmão de Patricio faz um acordo com Roger: se Roger der a ele as imagens da câmera de segurança que provam que Francisco matou seu irmão, ele lhe dará as cópias originais de suas fotos escandalosas. Roger mantém sua palavra e o entrega as imagens da câmera de segurança.

Junto com isso, ele também revela a localização atual de Francisco para ele, para que ele possa matá-lo e obter a vingança que ele procura.

No entanto, essa também foi uma trama previamente planejada por Francisco e Roger. Quando o irmão de Patricio chega ao local de Francisco para matá-lo, Francisco espera por tudo preparado com um franco-atirador vigiando suas costas.

Francisco mata o irmão de Patricio, pega o disco que consiste nas fotos escandalosas de Roger e o joga no mar. Como resultado, Francisco não só é capaz de se salvar de ser condenado por um assassinato que sua mãe cometeu, mas também salva seu chefe, destruindo a unidade que tinha algumas de suas fotos difamatórias.

No final, depois de invadir a casa de Francisco, Pipa também percebe que sua mãe havia cometido o assassinato e, apesar de ter um forte senso de justiça, ela não faz nada, pois seu senso de moralidade supera todo o resto.

Presságio já está disponível na Netflix.