Frozen 2 fez o maior sucesso ao continuar a história de um dos filmes contemporâneos mais icônicos da Disney. A sequência mudou o cenário, e trocou Arendelle pela Floresta Encantada.

No filme, Elsa descobre a verdade por trás de seus poderes, o que traz grandes consequências para a protagonista e seu reino.

Mas afinal de contas, por que apenas Elsa ganhou poderes mágicos e não sua irmã Anna? A resposta envolve a própria natureza das habilidades da heróina.


A resposta pode surpreender muitos fãs e esclarecer alguns dos maiores mistérios do filme; confira abaixo!

Elsa e Anna

Um dos aspectos mais interessantes de Frozen 2 é a busca pelas origens dos poderes de Elsa. Simplificando a história, os poderes de gelo da personagem são presentes dos espíritos, dados após as ações altruístas de sua mãe, a Rainha Idunna.

Iduna não contava com os mesmos poderes de Elsa, mas como todas as pessoas de Northuldra, ela conseguia performar feitiços ao interagir com os espíritos da floresta.

Dessa forma, Elsa foi considerada pelos próprios espíritos como o Quinto Elemental, criado para trazer equilíbrio às forças da natureza. É por isso que ela consegue acalmar Bruni, o elemental do fogo e pegar uma carona em Nokk, o cavalo d´água.

Frozen 2 também explica porque Elsa tem poderes especiais e Anna é uma humana normal. É explicado que as duas irmãs representam os dois lados de uma ponte, entre os reinos de Northuldra e Arendelle.

A Rainha Idunna salvou o Rei Agnarr mesmo pertencendo a um povo inimigo. É essa união que representa a celebração da fusão entre as culturas dos dois povos, o que agradou os espíritos.

Elsa é mais ligada ao lado de sua mãe, da floresta encantada e da magia. Por isso ela percebe que seu lugar é em Northuldtra e abdica do trono de Arendelle. Anna se torna a nova rainha de Arendelle enquanto Elsa deixa o reino para viver na floresta encantada.

Além disso, Elsa recebeu os dons especiais por ser a primogênita do casal, escolhida pelos espíritos.

Frozen 2 já está disponível em plataformas digitais.