Começando em 2001, a franquia Velozes e Furiosos aumentou muito de escala nos filmes mais recentes.

Até mesmo o elenco aumentou: hoje, há várias estrelas de primeira como heróis e vilões da saga.

Os produtores de Velozes e Furiosos estão sempre procurando por novos astros, mas nem sempre as negociações têm sucesso.


O Observatório do Cinema separou três casos em que isso chama a atenção.

Jason Momoa em Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw

Famoso por interpretar o Aquaman no cinema, Jason Momoa quase esteve em Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw.

O ator negociou para interpretar o irmão de Hobbs (Dwayne Johnson), mas as conversas não foram à frente.

Momoa já estava comprometido com outros projetos, e não tinha tempo para gravar cenas para Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw.

No fim das contas, o papel de irmão de Hobbs ficou com Roman Reigns, que é primo de Dwayne Johnson.

Denzel Washington em Velozes e Furiosos 7

Os produtores ofereceram um papel ao aclamado astro Denzel Washington em Velozes e Furiosos 7.

Seria um personagem com uma pequena participação, que poderia voltar para sequências tendo maior importância, mas Washington recusou a proposta.

Especula-se que o papel era de “Sr. Ninguém”, que ficou com Kurt Russell.

Keanu Reeves em Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw

Em Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw, o diretor da organização terrorista Eteon é mencionado, mas ele não aparece na tela.

Originalmente, ele seria ouvido – e sua voz seria de ninguém menos que Keanu Reeves, de Matrix e John Wick.

No entanto, após conversas com Dwayne Johnson e o diretor David Leitch (com quem Reeves trabalhou no primeiro John Wick), o astro recusou a oportunidade, até mesmo porque já tinha outros trabalhos programados.

Velozes e Furiosos 9 chegará aos cinemas em abril de 2021.