Quando Brad Pitt e Leonardo DiCaprio assinaram contrato para estrelar o filme de Quentin Tarantino, Era Uma Vez em Hollywood, o filme estava destinado a ser um sucesso de bilheteria. O poder estelar combinado dos dois vencedores do Oscar irradiou para fora da tela e fez do filme um dos maiores sucessos de 2019.

Dois dos maiores astros de Hollywood, Pitt e DiCaprio têm escolhido seus projetos a dedo há muitos anos. Quando os dois foram abordados para estrelar um filme de 2006 que cobria um tipo diferente de romance, os dois rejeitaram a oferta.

Em 2006, o filme O Segredo de Brokeback Mountain exibiu uma história de amor entre o cowboy de rodeio Jack Twist e o fazendeiro Ennis Del Mar. Na época, o material não estava atraindo muita atenção dos grandes atores.


Oferta recusada

O diretor Gus Van Zant, que dirigiu filmes como Garotos de Programa e Gênio Indomável, começou a trabalhar no projeto e relembrou a dificuldade em recrutar grandes astros.

“Ninguém queria fazer isso”, revelou Van Sant, de acordo com o Indie Wire.

“Eu estava trabalhando nisso e senti que precisávamos de um elenco muito forte, como um elenco famoso. Isso não estava dando certo.”

Van Sant listou vários atores de renome que recusaram os papéis principais, incluindo os astros de Era Uma Vez em Hollywood.

“Procurei os mesmos de sempre: Leonardo DiCaprio, Brad Pitt, Matt Damon, Ryan Phillippe”, compartilhou o diretor.

“Todos disseram que não queriam participar.”

No fim das contas, o próprio Gus Van Zant acabou abandonando a direção. O Segredo de Brokeback Mountain foi comandado por Ang Lee e estrelado por Heath Ledger e Jake Gyllenhaal.

O Segredo de Brokeback Mountain foi aclamado pela crítica. Foi indicado a 8 Oscar, sendo que ganhou 3.