A Marvel se tornou, de certa forma, assunto no meio dos protestos que acontecem nos Estados Unidos. Manifestantes combatem o racismo e tomaram as ruas após a morte de George Floyd.

Nas redes sociais, internautas pedem que a Disney e a Marvel tomem uma ação em relação ao Justiceiro. Frank Castle, vale lembrar, é um personagem que tem origem no exército e ao perder a família passa a executar todos criminosos que encontra.

O que acontece, porém, é que policiais usam o símbolo do Justiceiro nos uniformes. Os fãs da Marvel estão pedindo que a Disney, que comanda a editora, passe a proibir isso.


A polêmica com o símbolo é antiga. Porém, virou assunto novamente quando a Disney anunciou uma doação de US$ 5 milhões para o movimento que busca justiça no caso de George Floyd.

Até mesmo quadrinistas se posicionaram para que a Marvel e a Disney tomassem a atitude.

“Se a Disney e a Marvel querem realmente fazer um grande gesto, elas deveriam impedir imediatamente que policiais usem o logo do Justiceiro, assim como os departamentos de polícia”, escreveu Matt D. Wilson.

O Justiceiro não é a lei

O que chama atenção dos fãs é que o Justiceiro nunca representou a lei. Pelo contrário, é um dos heróis mais violentos da Marvel.

Por isso, os fãs acham polêmico que autoridades usem um símbolo que representa a quebra da lei. Como se sabe, Frank Castle faz de tudo nos quadrinhos da Marvel para matar o alvo dele.

O Justiceiro representa uma pessoa que acredita ser o agente, o juiz e o castigador. Enquanto isso, no mundo real, existe todo um sistema que faz parte da justiça.

“Ele é um criminoso, a polícia não deveria adotar ele como símbolo”, disse um fã. “Ele é um m**** que só quer vingança”, completou ainda outro internauta.

A Disney e a Marvel ainda não se pronunciam.

A última aparição do personagem foi na série O Justiceiro da Netflix. A produção tem duas temporadas na plataforma de streaming.

O Justiceiro não tem previsão para voltar na Marvel.