Muito antes do MCU estrear nas telas de cinema do mundo inteiro, a Marvel já havia conquistado fãs com filmes individuais e franquias de sucesso moderado. Uma delas foi a do Quarteto Fantástico, que ganhou dois filmes nos anos 2000.

Embora as aventuras do Quarteto no cinema não tenham sido muito bem recebidas por críticos, especialmente o segundo filme, os longas foram para muitos espectadores a primeira exposição à mais tradicional equipe de heróis da Marvel.

Nos filmes, a Mulher-Invisível foi interpretada por Jessica Alba. O que muitos fãs não sabem é que a atriz quase desistiu de sua carreira de atriz após a repercussão dos projetos.


Confira abaixo tudo sobre essa história!

Convivência difícil

Os filmes do Quarteto Fantástico forma dirigidos por Tim Story, que na época já contava com uma carreira consolidada entre os diretores de Hollywood. O cineasta, no entanto, era visto como “difícil de se trabalhar” por muitos atores.

Após a conclusão das gravações, Jessica Alba relatou a péssima experiência que teve ao colaborar com Story, e contou que quase desistiu da carreira de atriz após sua performance nos filmes.

“Ele me disse para chorar de maneira mais bonita. Ele falou: ‘Seu choro parece muito real, muito doloroso. Você não pode chorar de um jeito mais bonito? Chore sendo bonita, Jessica!’. Ouvir um comentário como esse de um diretor foi extremamente doloroso para mim, como mulher. Se parecia com algo que seria dito em Hollywood há muito, muito tempo atrás”, revelou a atriz em 2010.

Acossada psicologicamente, Alba não conseguiu se aproximar de sua personagem e entender as motivações de Sue Storm.

“Será que eu não era boa o suficiente para o papel? Meus instintos e emoções não são bons? As pessoas me odeiam tanto que não me deixam mais me comportar como uma pessoa normal? Pensei em tudo isso e cheguei à uma conclusão: F*da-se, não ligo para essa indústria mais”, desabafou Jessica Alba.

Alba conseguiu se recuperar da péssima experiência e das atitudes inadequadas do diretor de Quarteto Fantástico, e estabeleceu uma carreira duradoura em filmes e séries.

Além disso, a atriz se tornou a criadora e CEO de uma marca de cosméticos avaliada em milhões de dólares.