Filme com John David Washington e Robert Pattinson, Tenet foi adiado. Devido à situação fluida em relação à pandemia de coronavírus e ao aumento dos padrões de distanciamento social, a Warner Bros. adiou o altamente aguardado longa de Christopher Nolan (Batman: O Cavaleiro das Trevas) para 31 de julho a partir de sua data atual em meados de julho.

Em vez disso, o estúdio levará A Origem, de Nolan, de volta aos cinemas para um relançamento em 17 de julho, enquanto Tenet estreará duas semanas depois.

“Estamos especialmente entusiasmados, neste ambiente complexo e em rápida mudança, por trazer Tenet, de Christopher Nolan, uma produção com uma escala de cair o queixo, aos cinemas do mundo todo em 31 de julho”, o presidente do estúdio Toby Emmerich disse em um comunicado (via Comic Book).


“Já faz mais tempo do que qualquer um de nós poderia imaginar desde que assistimos a um filme no cinema e, para agradecer aos fãs de Chris enquanto contamos até o dia de estreia de Tenet, também estamos animados em oferecer a obra-prima A Origem nos cinemas para seu 10º aniversário em 17 de julho.”

Sequência de A Origem?

Após o primeiro teaser do filme, muitos fãs dos trabalhos anteriores de Nolan o compararam instantaneamente com A Origem, alguns até sugerindo que poderia ser uma sequência secreta. De acordo com o ator John David Washington, esse simplesmente não é o caso.

Pelo contrário, o ator disse que os filmes são parentes, mas apenas isso.

“Eu diria que Tenet é um parente de A Origem”, explicou anteriormente Washington.

“Eles são parentes por casamento. Eles se reúnem para ações de graças, churrascos em família, como esse tipo de coisa. Fora isso, um mora na Europa, o outro mora em Compton.”

Tenet chegará aos cinemas em 31 de julho.