Todo mundo conhece e ama Neo (Keanu Reeves), Morpheus (Laurence Fishburne) e Trinity (Carrie Ann Moss), mas os verdadeiros fãs de Matrix também devem se lembrar de Tank (Marcus Chong).

Tank era o operador do Nabucodonosor. Ele e seu irmão Dozer (Anthony Ray Parker) nasceram em Sião e ajudaram na iniciação de Neo.

No final do filme, Tank é um dos poucos personagens que restam vivos após a matança de Cypher (Joe Pantoliano). De fato, ele e os três protagonistas são os únicos sobreviventes.


Isso levanta a questão: por que Tank não estava nas sequências Matrix Reloaded e Matrix Revolutions’? Você deve se lembrar que ele foi substituído pelo novo personagem Link (Harold Perrineau), que é casado com Zee (Nona Gaye), irmã de Tank e Dozer.

Ele se torna o novo operador de Nabucodonosor porque Tank, como é revelado, morreu.

O que diabos aconteceu? E, por falar nisso, como é que o ator por trás de Tank, Marcus Chong, nunca trabalhou em outra coisa?

História bizarra

Bem, acontece que a história de Marcus Chong é estranha. E é o que ele contou em seu próprio documentário no YouTube.

Chong tinha uma carreira promissora quando foi escalado em Matrix, tendo estrelado em Os Pioneiros e Dallas quando criança, sem falar em vários outros filmes e séries. Sua maior conquista foi interpretar Huey P. Newton em Panteras Negras (1995), dirigido por Mario Van Peebles.

Mas Matrix foi seu maior trabalho de todos. Como sabemos, o filme teve uma grande bilheteria e foi um sucesso com os críticos.

Deveria ter lançado Chong ao estrelato. Em vez disso, destruiu sua carreira.

Em 2003, Chong entrou com uma ação contra a Warner Bros. alegando que o estúdio violou um acordo verbal e assinou contrato para trazer Tank de volta para as sequências de Matrix. Ele alegou que os produtores o difamavam e alegou que ele ficou manchado em Hollywood após a briga.

Eles responderam que o ator fez repetidas ameaças para Warner Bros. e os produtores após um colapso nas negociações sobre seu salário (ele receberia 400 mil dólares mas queria 1 milhão de dólares para os filmes). Assim, seu personagem foi removido da saga.

Em seu documentário Marcus Chong Story, que o ator postou em seu canal do YouTube, Chong afirma que a Warner Bros., o produtor Joel Silver, Keanu Reeves e as irmãs Wachowski violaram a lei e roubaram seus royalties. Além de seu salário de US$ 28 mil para Matrix, Chong não recebeu royalties por Matrix, ao contrário de seus colegas de elenco.

De acordo com Chong, tudo remonta à Warner Bros., que não assinou um contrato para fazer de Matrix um filme de união, deixando-o no escuro. Para as sequências, Chong afirma que eles tentaram forçá-lo a um contrato falso e se recusaram a dar um contrato legal.

Chong diz que, a certa altura, David Wirtschafter, da Agência William Morris, representante das irmãs Wachowski, ligou para Chong e o ameaçou para atuar nos filmes porque era a única oferta que ele receberia. O ator inclui a imagem de uma carta na qual a Warner Bros. aparentemente afirma falsamente que negociou sobre as sequências de Matrix com os advogados de Chong.

Chong afirma que a Warner Bros. nem sequer atendeu as ligações de seu agente durante o período das negociações salariais.

O ator continua a destacar como ele estava essencialmente abandonado por aqueles ao seu redor. Ele inclui imagens de e-mail demonstrando como foi negada a ajuda de um advogado, que disse que não representava atores, mas, ao entrar em contato com a vice-presidente da Warner Bros. e a consultora de litígios, Kate Chilton, foi informado que sua reclamação não era um problema para eles.

Ele também afirma que Reeves não é o cara legal que todo mundo pensa que é – em resposta à história de que Reeves doou US$ 50 milhões para os “heróis desconhecidos” de Matrix, Chong diz que isso só aconteceu depois que Reeves roubou dinheiro de departamentos de acrobacias e animações, bem como dos atores, e que esse pagamento era para silenciar os queixosos e evitar impostos.

Os produtores e a Warner Bros. nunca responderam às novas acusações, mas de qualquer forma, este é só um lado da história – que realmente soa para lá de estranha.

Matrix 4 deve chegar aos cinemas em 20 de maio de 2021.