Em entrevista ao podcast Cult Popture, o roteirista Chris Weitz revelou que Rogue One: Uma História Star Wars originalmente teria um final bem mais feliz, e NÃO mataria todos os seus personagens principais.

“A versão anterior à minha não fez todos morrerem”, contou. “Na verdade, acabava com um casamento. Acho que foi feita na suposição de que a Disney não permitiria que personagens morressem com tanto abandono.”

“Eu senti que era necessário porque ninguém nunca os menciona ou vê novamente” , continuou. “Mas também porque fizemos todo esse tipo de tema sobre sacrifício que era apropriado que todos os nossos personagens principais morressem”, finalizou.


Mais finais alternativos

Já em entrevista ao io9, uma das mentes criativas por trás de Rogue One revelou que além final original que foi aos cinemas, mais dois encerramentos também foram filmados e considerados para exibição.

Em um dos finais que quase foram ao ar, Jyn e Cassian fogem de Scarif em posse dos planos da Estrela da Morte e são perseguidos por Darth Vader pelo hyperespaço. Com a nave danificada pela perseguição e tendo certeza de que não terão muito tempo, eles vão até Coruscant para entregar os planos a Princesa Leia.

Em outro final, Cassian revela-se um agente duplo do Império que estava o tempo todo infiltrado na Rebelião. Mas pouco antes do fim ele percebe o grande mal que a Estrela do Morte causaria. Ele então coloca todos os integrantes da nave em congelamento para que Vader não os detecte. Assim o filme terminaria e o destino dos personagens tornaria-se incerto.

Sucesso de Rogue One

Originalmente lançado em 2016, Rogue One: Uma História Star Wars é a quarta maior bilheteria da saga, com o total de US$ 1,056 bilhão.

Só ficam atrás de Rogue One: Uma História Star Wars os filmes Star Wars: O Despertar da Força (que faturou pouco mais de US$ 2,06 bilhões pelo mundo), Star Wars: Os Últimos Jedi (US$ 1,332 bilhão) e Star Wars: A Ascensão Skywalker (US$ 1,074 bilhão).

Han Solo: Uma História Star Wars, segundo derivado da saga, chegou aos cinemas em 2018 mas, ao contrário de Rogue One, se tornou um fracasso de bilheteria, arrecadando pouco menos de US$ 400 mil pelo mundo.

Não há previsão para novos derivados de Star Wars.

Enquanto isso, a saga oficial vai iniciar uma nova trilogia. Os próximos filmes de Star Wars têm estreias marcadas para dezembro de 2022, dezembro de 2024 e dezembro de 2026.