Com o passar do tempo, a franquia Velozes e Furiosos mudou seu foco. Nos primeiros filmes da franquia, corridas de carro eram o núcleo da história. Na era mais recente, a “Fast Saga”, os longas se tornaram grandes tramas de ação com armas poderosas e veículos impressionantes.

Na história de Velozes e Furiosos, o evento mais importante foi talvez a morte de Paul Walker. O co-protagonista da franquia faleceu em 2013 após se envolver em um acidente de carro.

Em Velozes e Furiosos 7, a cena final do personagem Brian foi criada utilizando o rosto de Paul Walker inserido digitalmente no corpo de dublês, alguns deles os irmãos do ator.


Fãs de Velozes e Furiosos sabem que Paul Walker não apareceu no terceiro filme da saga; confira abaixo o motivo!

Desafio em Tokyo

Na época do lançamento de Velozes e Furiosos: Desafio em Tokyo, muitos fãs se surpreenderam ao perceber que Paul Walker não estava presente na trama. Brian não aparece, dando lugar a um novo personagem.

Paul Walker explicou que não participou do terceiro filme de Velozes e Furiosos devido à compromissos previamente estabelecidos e políticas de estúdios.

A Universal resolveu adotar um ângulo diferente no terceiro capítulo após a primeira sequência ter falhado em alcançar o sucesso do filme original. Para a mudança da trama, o personagem de Paul Walker não era necessário.

Infelizmente, Desafio em Tokyo também contou com recepção morna do público e crítica, assim como a primeira sequência.

Vin Diesel foi convencido a fazer uma pequena participação no terceiro filme, o que abriu a possibilidade de Dom Toretto e Brian retornarem em outra sequência, o que acabou acontecendo em Velozes e Furiosos 4.

Velozes e Furiosos 9 estreia em 2021.