O ceticismo ainda é enorme sobre como Robert Pattinson vai interpretar Batman no reboot de 2021 da franquia. Se os envolvidos na produção do filme continuarem dizendo que ele surpreenderá um público cético por sua atuação, parece que ele poderia estar se preparando para interpretar Batman o tempo todo.

Com base em algumas curiosidades sobre a carreira de Pattinson, ele tinha uma predisposição para atuar de um modo sombrio, algo que surpreendentemente não caiu bem internamente nos filmes de Crepúsculo.

Na verdade, o ator quase foi demitido de Crepúsculo justamente por causa disso. O Observatório do Cinema vai revisar esta história.


Robert Pattinson quase foi demitido por ser muito sério

Mesmo sem assistir novamente aos filmes de Crepúsculo, os fãs ainda pensam no vampiro Edward Cullen como um personagem muito sombrio que não é propenso a abrir um sorriso. No entanto, Pattinson disse que quase foi demitido no primeiro filme por ser muito sério durante o papel.

Ele recebeu os livros de Stephanie Meyer para provar que Edward sorria ocasionalmente. Pattinson conseguiu sorrir um pouco nesses filmes, mas você precisa assistir novamente com mais atenção para perceber isto.

Apesar de brincalhão na vida real, Pattinson é claramente um ator intenso que escolhe assumir papeis que não exigem muito sorriso ou até muita comédia. Talvez isso se encaixe bem para o Batman, afinal.

Depois de Crepúsculo, Robert Pattinson se dedicou ao cinema independente, trabalhando com cineastas mais autorais. Recebeu muitos elogios por suas atuações, principalmente em filmes como Bom Comportamento, O Farol e High Life.

Em breve, estará em Tenet, de Christopher Nolan (Batman: O Cavaleiro das Trevas). Também vai interpretar o novo Batman para o reboot comandado por Matt Reeves (Planeta dos Macacos).

Com Robert Pattinson, The Batman estreia em 1º de outubro de 2021. Já Tenet deve chegar ainda em 16 de julho deste ano.