ALERTA DE SPOILERS

The Last Days of American Crime é mais uma obra baseada em quadrinhos, como Resgate, que fez grande sucesso na Netflix. O filme, inclusive, traz uma premissa bastante interessante.

No longa da Netflix, baseado nos quadrinhos de Rick Remender e Greg Tocchini, um homem aceita fazer um último grande assalto. O crime deve ser cometido em um mundo em que uma nova tecnologia evitará ações ilegais e imorais.

Essa tecnologia é um sinal mental que acaba com todas as atividades criminosas. Com isso, o protagonista Graham Bricke e o seu bando precisam correr contra o tempo para realizar o ato que ficará para história.


O filme da Netflix também chama atenção pelo elenco. Edgar Ramirez vive Graham, enquanto os outros bandidos são vividos por Anna Brewster e Michael Pitt.

Aos fãs que não conheciam as HQs de The Last Days of American Crime (Os Últimos Dias de Crimes na América, em tradução livre), o final pode ser surpreendente. Entenda abaixo o desfecho do longa da Netflix.

O final de The Last Days of American Crime na Netflix

Como citado anteriormente, o filme parte da tecnologia do governo. Com o sinal mental, ninguém mais vai querer cometer qualquer crime.

Com essa realidade perfeita, o que leva Graham a querer cometer o assalto?

A primeira motivação é quando o protagonista descobre que o irmão dele, Rory, tirou a própria vida na prisão. Logo depois, a dupla formada por Dupree e Kevin Cash se aproxima com o plano do assalto.

Ao aceitar o plano, Ross, amigo de Graham, também se junta ao ato. O que eles não sabiam, porém, era que Dupree é uma informante do FBI, que quer pegar Cash.

De qualquer forma, sem essa descoberta, o grupo acha o plano bom. Nele, Dupree vai trancar a emissão do sinal para o assalto ser cometido.

Tudo corre bem e eles conseguem pegar o dinheiro. Porém, de repente, um oficial para Dupree e o sinal começa a ser retransmitido. Nesse momento, Cash mata Ross e atira em Graham.

The Last Days of American Crime tem uma nova reviravolta quando os agentes do FBI encontram Cash e o matam. Graham, mesmo ferido, decide tomar uma substância que ele comprou no começo do filme da Netflix para matar os oficiais.

O protagonista consegue realizar a missão. Depois, ele e Dupree fogem para o Canadá. Graham morre e a personagem fica livre.

Porém, há um detalhe nessa história. Dupree não era uma informante do FBI porque queria. Os agentes ameaçaram machucar a irmã dela, que estava no Canadá.

Por isso, Graham sente empatia por Dupree e a ajuda. No final de The Last Days of American Crime, a personagem homenageia o protagonista ao jogar as cinzas de Rory. Ela, então, deixa o local com a irmã.

O significado de The Last Days of American Crime é a liberdade. Dupree não tem mais o FBI a ameaçando e ela pode ficar em paz com a irmã dela.

Da mesma forma, Graham encontra a paz após ter perdido o irmão.

Como Graham e Cash evitam o sinal?

Após o fim de The Last Days of American Crime, fãs da Netflix começaram a questionar como Cash fura o sinal mental. A explicação está no próprio filme.

O longa da Netflix explica que o sinal faz com que as pessoas respeitem a própria moralidade. Por exemplo, um ladrão sabe que cometer um roubo é errado – então, ele não vai fazer isso.

Porém, como The Last Days of American Crime mostra, Cash é uma pessoa perturbada. Com um histórico familiar sombrio, a moralidade do vilão não é como das outras pessoas, por isso o sinal não o afeta.

Como citado acima, Graham, por sua vez, toma uma neurotoxina para evitar o sinal. Ela afeta diretamente o cérebro dele, o que acaba o matando também.

The Last Days of American Crime está disponível na Netflix.