Uma louca teoria de fãs da Marvel estabelece que a mãe de Tony Stark, o Homem de Ferro, não é Maria Stark.

A teoria se aprofunda no passado do MCU para especular que a mãe de Tony seria Peggy Carter. Isso mesmo: o maior interesse amoroso do Capitão América.

A teoria é relativamente antiga, e o Observatório do Cinema encontrou o primeiro vestígio desse tipo de ideia numa publicação do Reddit, de 5 anos atrás.


Teoria insana

Em Capitão América: O Primeiro Vingador, descobrimos que Peggy Carter e Anthony Stark eram muito próximos. Parece que eles continuaram assim, como mostrado na série Agente Carter.

Anthony até mesmo colaborou com a SHIELD no tempo em que Peggy era a líder da agência secreta.

A teoria especula que, dada essa proximidade, Anthony e Peggy acabaram tendo um caso. E Tony seria o fruto desse relacionamento extraconjugal.

Como Peggy Carter era muito ocupada com os assuntos da SHIELD, ela poderia ter resolvido deixar Tony sob os cuidados de Anthony e, caso ele não estivesse presente, o mordomo Jarvis (que ela também conhecia) também poderia ser um protetor para o garoto.

É claro que existem muitos furos nesta teoria. O maior de todos talvez tenha aparecido por causa de Vingadores: Ultimato, onde Tony Stark reencontra seu pai, que diz que a esposa (Maria Stark) está grávida – e é sugerido que a criança que chegaria é o próprio Tony.

A não ser que a criança não fosse Tony Stark (talvez um meio-irmão que mais tarde fosse esquecido), não teria como a teoria ser verdadeira.

Mesmo assim, é interessante (e um pouco perturbador) pensar no caminho que a Marvel poderia ter seguido se escolhesse mostrar essa reviravolta chocante. A relação de Homem de Ferro e Capitão América seria muito mais curiosa, já que por essa perspectiva, Steve Rogers meio que seria padastro de Tony Stark (por ter ficado com Peggy no fim).

Com as últimas aventuras de Tony Stark e Steve Rogers, Vingadores: Ultimato chegou aos cinemas em 2019 e está disponível no Amazon Prime Video.