Nascido na Bélgica, Jean Claude Van Damme conquistou o mundo inteiro em 1988 com o filme de artes marciais O Grande Dragão Branco, considerado até hoje um dos melhores e mais icônicos de sua filmografia.

Consolidando sua fama, Van Damme participou também de outros filmes do gênero como Kickboxer – O Desafio do Dragão e Leão Branco – O Lutador sem Lei.

Nos anos 90, o ator passou a ser uma estrela rentável de filmes de ação, com sucessos como Soldado Universal, Street Fighter, TimeCop e O Alvo.


Muita gente não sabe, mas Jean Claude Van Damme quase fez parte do elenco de Predador, icônico filme de Arnold Schwarzenegger.

Confira abaixo o que aconteceu!

Trabalho ingrato

Por um curto período de tempo, Jean Claude Van Damme fez parte do elenco de Predador. Curiosamente, o ator e mestre em artes marciais foi escolhido exatamente para interpretar o personagem-título, o próprio Predador.

O pensamento por trás da contratação de Van Damme era simples: o ator era ágil e extremamente proficiente em artes marciais. Sendo assim, ele poderia dar ao monstro um nível extra de fisicalidade nas cenas de luta.

Van Damme falou sobre sua audição para o papel, na qual apenas deu pulos no ar, cambalhotas e saltos mortais. O ator impressionou a equipe de produção e foi contratado. Foi aí que os problemas começaram.

Primeiramente, o visual original do Predador era muito diferente do resultado final, que ficou conhecido no mundo inteiro. Inicialmente, o monstro contava com um traje pesado e abafado, uma mistura de “vilão dos Power Rangers e Skeksis do filme Cristal Encantado”.

As pernas do monstro eram viradas para trás, e o intérprete deveria usar uma espécie de salto ou perna-de-pau para sequências mais longas. Sendo assim, os movimentos fluidos de Van Damme se tornaram impossíveis de serem recriados.

De acordo com o designer Steve Johnson, Van Damme não sabia que precisaria usar o traje pesado o tempo todo. O ator assinou o contrato acreditando que poderia se envolver em cenas de luta eletrizantes com Arnold Schwarzenegger.

As histórias sobre a demissão ou pedido de demissão de Jean Claude Van Damme divergem. Steve Johnson e outros membros da equipe de produção relataram que o ator reclamava constantemente da fantasia, afirmando que ela era quente, pesada e movimentação difícil.

Em entrevista, Van Damme deu outra versão sobre sua saída da produção de Predador. O ator confirmou que reclamações sobre a fantasia eram constantes, mas que a gota d´água foi a gravação de uma cena de ação de maneira perigosa.

Van Damme se negou a gravar a cena sem um nível maior de segurança, e afirmou que o dublê contratado para substituí-lo se machucou nas filmagens da sequência em questão, o que teria paralisado as gravações por alguns dias.

Qualquer se seja a versão verdadeira, a fantasia original do Predador foi modificada, assim como o intérprete do personagem.

Um novo monstro foi criado por Stan Wilson e acabou sendo interpretado por Kevin Peter Hall, que impressionou a produção com seus 2,18m de altura.