Velozes e Furiosos é uma das maiores franquias do mundo na atualidade, mas ninguém pensava que ia ser assim em 2001.

O que começou como uma história sobre corridas e perseguições agora é um épico cheio de explosões e tramas de grande escala com agentes e ladrões. Em termos de bilheteria, Velozes e Furiosos se tornou uma máquina de arrecadação de dinheiro.

Uma das pessoas que não foram capazes de prever isso e provavelmente se arrependeram foi o rapper Ja Rule.


Oportunidade desperdiçada

Ja Rule teve um papel no primeiro Velozes e Furiosos, de 2001. Ele interpretou Edwin, um arrogante corredor de rua.

Como apurado pelo Observatório do Cinema, o diretor John Singleton tinha grandes planos para Edwin, e queria incluí-lo em + Velozes + Furiosos, em um papel muito maior.

Além disso, o salário aumentaria bastante: US$ 500 mil pelo projeto. No entanto, Ja Rule não ficou empolgado e nunca atendia as ligações dos produtores, que queriam conversar sobre + Velozes + Furiosos.

O rapper explicou na época que queria papeis mais sérios, e acabou estrelando No Corredor da Morte, com Steven Seagal.

Mas nem tudo ocorreu como ele planejava. A carreira de Ja Rule no cinema nunca decolou como ele pretendia, e ele realmente desperdiçou a oportunidade de se tornar uma figura importante do mundo de Velozes e Furiosos.

Sem Ja Rule como Edwin, os produtores de + Velozes + Furiosos criaram Tej, interpretado pelo também rapper Ludacris.

Superando expectativas, Tej se tornou um nome popular de Velozes e Furiosos. Desde Velozes e Furiosos 5, ele apareceu em todos os filmes da franquia.

Velozes e Furiosos 9 chegará aos cinemas em abril de 2021.