Quando pensamos em Patrick Stewart imaginamos imediatamente dois personagens: Picard, de Star Trek e o Professor Xavier, de X-Men. Curiosamente, o ator originalmente não queria participar do filme da Marvel.

Em entrevista ao Observer, o roteirista de X-Men, David Hayter, revelou que foi difícil convencer Patrick Stewart a participar do filme, em razão do ator ter de ficar em uma cadeira de rodas o filme todo.

“Patrick Stewart não queria [interpretar Charles Xavier]. Demorou muito para convencê-lo”, disse o roteirista do filme da Marvel.


Curiosamente, o ator Terence Stamp quase entrou para o filme no lugar do Professor Xavier.

“Terence Stamp me disse, ‘sabe por que o Patrick não quer fazer o filme? Por causa da cadeira. Ele não quer ficar preso a uma cadeira. Mas eu não ligo. Na verdade, eu fico excelente careca”, disse o roteirista.

Novos rostos

O roteirista ainda falou sobre outras pessoas que buscavam papéis no filme dos X-Men.

“Todos os dias eu ficava surpreso com novos rostos. Tipo, eu via a Mariah Carey sentada no meu escritório, querendo conversar com o Bryan [Singer] sobre ser a Tempestade ou coisa assim. Então é sempre chocante”, continuou Hayter.

Felizmente, tudo acabou dando certo no fim e Patrick Stewart foi eternizado como o Professor Xavier.

O ator permaneceu no papel por anos, participando da trilogia original, X-Men: Dias de um Futuro Esquecido e Logan, no qual se despediu do papel, junto de Hugh Jackman.

Os X-Men vão ganhar um reboot no Universo Cinematográfico Marvel, mas não há qualquer informação sobre elenco ou data de estreia de um novo filme.